23 de janeiro de 2018

Li Até a Página 100 e... #27 - Vinte Mil Léguas Submarinas

      Olá pessoal, como estão??? Espero que tod@s bem. Hoje vim atualizá-los sobre a minha leitura. Vamos conferir!



1- Primeira frase da página 100:
      "O produto da pesca foi colocado imediatamente nas despensas."

2- Do que se trata o livro?
      Começa com uma caçada a um monstro submarino e termina como uma viagem fantástica de 20 mil léguas submarinas.

3- O que você está achando até agora?
      Vou confessar que achava que estariam caçando um monstro mesmo,  então fiquei surpresa quando entrou na história um submarino. A linguagem e o modo de escrita do autor tornam o livro atual em qualquer época.  Adoro que a história toda é muito bem fundamentada cientificamente, o que torna a história mais verossímil.  Além disso,  estou amando as descrições das latitudes e longitudes,  pois pode-se acompanhar no mapa a viagem.

4- O que você está achando do personagem principal?
      Cada vez mais me identifico com o professor Aronnax,  pois ele é um pesquisador nato,  culto e muito inteligente.

5- Melhor quote até agora:
      "Dessa maneira seria explicado tudo o que sucedeu, a não ser que tenha sido uma ilusão, o que não deixa de ser provável. Neste último parágrafo queria,  de certa forma,  salvaguardar minha reputação profissional,  caso tudo isso não passasse de uma visão ilusória." P. 27.


6- Vai continuar lendo?
      Com toda certeza!  Quero levar esse desafio literário até o fim.

7- Última frase da página 100:
      O imediato a bordo indicava regularmente a nossa posição; dessa maneira,  podia acompanhar com exatidão a rota do submarino.


      E aí pessoal, o que acharam??? Já leram esse livro??? Estão ansiosos pela resenha??? Espero o comentários de tod@s.


Bjoks da Gica.

22 de janeiro de 2018

Resenha #83 - Perfume de Fogo

      Olá pessoal, como estão? Espero que todos bem! Hoje vim trazer para vocês a resenha de um livro que recebi da autora Thais Lopes: Perfume de Fogo. Essa resenha já estava programada juntamente com alguns outros posts que, não sei por qual motivo, não foram ao ar. Então fiquem ligadinhos que essa semana sairá postagem todos os dias para compensar o atraso das últimas semanas! Vamos a resenha então!


      A única coisa que Larissa quer é continuar vivendo sua vida sem chamar a atenção de ninguém. Depois de seis anos fugindo, se esconder já é algo natural. Mas tudo vai por água abaixo quando ela dá de cara com um híbrido na sua casa. Rastrear quem matou a alma gêmea de Samuel é o tipo de coisa que pode colocar Larissa no caminho das bruxas – justamente as pessoas de quem ela se esconde. E Samuel ser o híbrido mais forte que ela já conheceu só piora a situação. Mas, querendo ou não, ela não tem a opção de voltar atrás. Bruxas e híbridos estão em uma guerra silenciosa há séculos. Novos conflitos não são uma novidade. Porém, quando os demônios se envolvem, o preço de qualquer confronto pode se tornar alto demais. E, presa no meio de tudo o que está acontecendo, Larissa tem três escolhas: ajudar seus inimigos, se aliar aos seus adversários ou trair quem salvou sua vida.

      Perfume de Fogo é um dos livros pertencentes a coleção "Nas Sombras da Cidade". Nesta história descobrimos que depois de certos acontecimentos a humanidade descobriu a existência de bruxas, que a magia é real. Larissa não é uma bruxa, ela é uma farejadora e está se escondendo, atualmente em BH, há muito tempo, tanto das bruxas, quanto dos outros híbridos.

"Foi justamente para me esconder das bruxas que vim parar aqui."

      Porém isso não dura muito, pois certo dia um estranho invade sua casa. Larissa, mesmo com seus poderes, não consegue identificar, totalmente, de que raça de híbrido é Samuel, mas consegue notar que ele é muito poderoso e gato de primeira! Samuel teve sua alma gêmea assassinada e quer ajuda para punir quem o fez.

"Eles não eram só almas gêmeas. Eles estavam ligados."
      Ele foi enviado pela híbrida mais poderosa que Lari conhece, Manu. Samuel traz grandes reviravoltas e contratempos para a vida da farejadora. Afinal é ele quem a leva para o convívio com demônios e para uma guerra que ela não queria fazer parte.
           
"Sustento seu olhar, sentindo minha trança balançar. Isso não é o vento. Puta merda. O poder dele está me afetando fisicamente."

      Larissa é uma personagem que a gente consegue simpatizar logo de cara. Samuel também é assim, apesar que de primeira você fica desconfiado, mas com o tempo se apaixona por ele! A história foi muito bem construída e adorei a inclusão no enredo de demônios já conhecidos. Li o livro em uma tarde e amei. É uma historia rápida de ser lida, mesmo não sendo pequena. Quando você termina fica querendo mais, muito mais, por favor Thais escreve uma continuação para essa história... quero muiiiiito!
      Por enquanto os livros estão disponíveis somente em formato digital e você pode comprar na Amazon. Se você é assinante do Kindle Unlimited corre lá que essa coleção está disponível para a leitura! Fiquei tão envolvida na leitura que não consegui notar nenhum erro de digitação ou de português. Leitura 100% recomendada!


      O que se esconde nas sombras da cidade? Bruxos, vampiros, metamorfos, demônios, gárgulas, sereias... Quem garante que não estão por aí? Uma coleção exclusiva de ivros de fantasia urbana e romance paranormal que vai te levar para novos mundos... Ou te fazer ver o seu mundo com outros olhos. Sete autores, sete histórias, incluindo material inédito.

      Agradeço a autora pela oportunidade de ler sua obra e digo-lhe que já sou sua fã! Quanto a você, leitor(a) do blog dê uma chance a essa coleção, tenho certeza de que não se arrependerá!

Bjoks da Gica.

13 de janeiro de 2018

Desafio Literário 2018 #1 - Ficção Científica

Olá meus amores, como estão? Espero que todos bem. Hoje vim divulgar os livros escolhidos para janeiro no Desafio Literário 2018.


Janeiro é composto por leituras com temática de ficção científica. Decidi que nesse desafio, sempre que possível, quero ler um livro físico (tentativa de diminuir a fila de não lidos), um e-book (outra tentativa, kkkkk) e reler algum livro que se enquadre no gênero e que eu considere que merece um novo olhar. Então vamos aos escolhidos desse mês:

Físicos


Romance distópico clássico do autor britânico George Orwell. Terminado de escrever no ano de 1948 e publicado em 8 de Junho de 1949, retrata o cotidiano de um regime político totalitário de modelo comunista. No livro, Orwell mostra como uma sociedade oligárquica é capaz de reprimir qualquer um que se opuser a ela.
O romance tornou-se famoso por seu retrato da difusa fiscalização e controle de um regime coletivista-socialista na vida dos cidadãos, além da crescente invasão sobre os direitos do indivíduo. Desde sua publicação, muitos de seus termos e conceitos, como "Big Brother", "duplipensar" e "Novilíngua" entraram no vernáculo popular. O termo "Orwelliano" surgiu para se referir a qualquer reminiscência do regime ficcional do livro. O romance é geralmente considerado como a magnum opus de Orwell.
De facto, 1984 é uma metáfora sobre o poder e atuação dos regimes comunistas, Orwell o escreveu animado de um sentido de urgência, para avisar os seus contemporâneos e às gerações futuras do perigo que corriam, e lutou desesperadamente contra a morte - sofria de tuberculose - para poder acabá-lo. Ele foi um dos primeiros simpatizantes ocidentais da esquerda que percebeu para onde o estalinismo caminhava e é aí que ele vai buscar a inspiração: percebe-se facilmente que o Grande Irmão não é senão Stalin e que o arqui-inimigo Goldstein não é senão Trotsky.
Explicando que seu objetivo básico com a obra era imaginar as consequências de um governo stalinista dominante na sociedade britânica, Orwell disse: "1984 foi baseado principalmente no comunismo, porque essa é a forma dominante de totalitarismo. Eu tentei principalmente imaginar o que o comunismo seria se estivesse firmemente enraizado nos países que falam Inglês, como seria se ele não fosse uma mera extensão do Ministério das Relações Exteriores da Rússia."



Eles vieram do espaço. Eles vieram de Marte. Com tripés biomecânicos gigantes, querem conquistar a Terra e manter os humanos como escravos. Nenhuma tecnologia terrestre parece ser capaz de conter a expansão do terror pelo planeta. É o começo da guerra mais importante da história. Como a humanidade poderá resistir à investida de um potencial bélico tão superior?
Publicado pela primeira vez em 1898, A guerra dos mundos aterrorizou e divertiu muitas gerações de leitores. Esta edição especial contém as ilustrações originais criadas em 1906 por Henrique Alvim Corrêa, brasileiro radicado na Bélgica. Conta também com um prefácio escrito por Braulio Tavares, uma introdução de Brian Aldiss, membro da H. G. Wells Society, e uma entrevista com H. G. Wells e o famoso cineasta Orson Welles responsável pelo sucesso radiofônico de A guerra dos mundos em 1938 , que fazem desta a edição definitiva para fãs de Wells.



Júlio Verne nasceu em Nantes, na França, em 1828. Seu interesse em ciências, pesquisas e viagens marítimas o levou a criar uma vasta literatura de ficção científica.
De fato, muitas das criações de suas fantasias ele descreveu em livros que falavam de viagens e aventuras nos quais ele anteviu progressos de invenções mecânicas e científicas do futuro. Verne foi precursor na categoria literária de viagens imaginárias.
Em Vinte Mil Léguas Submarinas, três homens são levados a uma viagem inacreditável, a bordo do submarino Nautilus, ao redor do mundo, dirigidos pelo Capitão Nemo.
No século 19, Verne já falava sobre foguetes ao redor da lua, televisão, bombas atômicas, fotografia, automóveis e viagem ao centro da Terra.


E-book



Standish Treadwell é um jovem disléxico que vê o mundo de maneira diferente da maioria. Graças a essa visão, ele percebe que o mundo lá de fora não tem que ser necessariamente cinzento e opressor. Quando seu melhor amigo, Hector, é de repente levado embora, Standish percebe que cabe a ele, a seu avô e a um pequeno grupo de rebeldes enfrentar e derrotar a opressão permanente das forças da Terra Mãe.
Com o pano de fundo de um regime implacável, disposto a tudo para vencer seus rivais na corrida para chegar à Lua. Este impressionante Lua de larvas é o novo livro da premiada autora Sally Gardner.



Jonathon Hoag descobre uma substância misteriosa sob as unhas e não consegue lembrar o que ele faz para viver ou como ele gasta seus dias. Ele recruta detetives particulares Edward e Cynthia Randall para segui-lo e descobrir sua identidade, entrelaçando-os em uma rede de intrigas e encontros de pesadelo ... fazendo com que todos questionem sua própria sanidade e a cordura uns dos outros. Do autor mais vendido de STRANGER IN A STRANGE LAND, GLORY ROAD e STARSHIP TROOPERS. 
"Não só o principal escritor de ficção especulativa da América, mas o maior escritor de tais ficções no mundo". - Stephen King 
"Não há outro escritor cujo trabalho me tenha estimulado com tanta frequência e com tanta extensão quanto Heinlein". - Dean Koontz
"Um dos escritores mais influentes da literatura americana". - The New York Times Book Review 
"Heinlein usa a imaginação como se fosse seu terno privado de roupas". - O New York Times 
"Heinlein ... tem a capacidade de ver tecnologias ao redor da curva. Isso, combinado com sua excelente habilidade como escritor e engenheiro-inventor, produz livros que são muitas vezes anos antes de seu tempo".  - The Philadelphia Inquirer 
"Um dos grandes mestres da ficção científica". - The Wall Street Journal 
sobre o autor:
Robert A. Heinlein (1907-1988), muitas vezes chamado de Grande Mestre de Ficção científica, foi o autor de romances inovadores como STARSHIP TROOPERS, RED PLANET, STRANGER IN A STRANGE LAND e THE MOON IS A HARSH MISTRESS. Ele é geralmente considerado o maior e mais influente escritor de ficção científica do século XX. Além de ser um autor de best-seller, os romances de Heinlein ganharam 4 prêmios Hugo, 3 prêmios "retro Hugo" e o primeiro "Grand Master Award" dos Science Fiction Writers of America.


Releitura


Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho. Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente. Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate.
Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico – e um senso de humor inabalável –, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência.
Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá.
Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor.



Então, o que acharam da minha listinha de leituras para esse mês? Espero que tenham gostado! Se vocês têm indicações de livros de ficção científica que sejam maravilhosos, deixem no box de comentários. Vou adorar saber quais livros desse gênero vocês mais amaram!


Bjoks da Gica.

2 de janeiro de 2018

Aviso #63 - Retrospectiva 2017

Olá pessoal, como estão? Espero que estejam bem nesse comecinho de ano. Para começar as postagens de 2018 vim dividir com vocês alguns acontecimentos do ano que passou, algumas metas que alcancei e, também, informar algumas coisinhas que pretendo fazer para o decorrer destes 365 dias. Decidi que para este post só trarei as coisas boas que me aconteceram, isso é uma tentativa de que o ano de 2018 seja ainda mais leve e cheio de felicidades!

Vida Acadêmica

Já vou começar com uma das minhas maiores vitórias! Sim, podem acreditar... terminei o tão sonhado 3° grau, agora sou Bacharela em Turismo. Ohhhh felicidade!!! Fiz meu TCC na área de marketing, mais precisamente em Inbound Marketing (uma nova categoria de marketing que alia marketing de conteúdo, marketing digital e marketing de permissão).


Além disso, vi e ajudei vários dos meus amigos a concluírem essa etapa tão sonhada. Entre eles estão a Juliana que se formou em psicologia, a Beatriz que se formou em Letras e Espanhol, o Alex que cursou Geografia e a Gisele que escolheu como carreira a Hotelaria. Ahhh também não poderia esquecer que foi nesse ano que uma prima minha, que tenho até por filha, entrou na faculdade de Educação Física. Com toda certeza esse ano foi "mara"!

Vida pessoal

Consegui fazer a minha carteira de habilitação na categoria B e comprar um carro. Adquiri um Ford Ka, ano 2002, sei que não é zero e nem seminovo, mas pense na felicidade em poder sair para passear com o meu filho e minha mãe, os dois ao mesmo tempo, já que na moto não podia carregar meu pequeno!
Outra coisa que me deixou imensamente feliz foi o meu garotão, amor da minha vida, se formar na pré escola. Neste ano de 2018 ele vai para o primeiro ano. Adoro ver a superação dele a cada dia, o seu aprendizado e sua evolução! #JuntosChegamosLá


Blog

Neste item queria muito pedir desculpas pelo abandono do blog no ano de 2017, mas foram momentos que precisei para colocar a vida em ordem! Entre as várias metas para este ano está a reativação do blog, que já começo com esse post.
Teremos publicações duas vezes por semana e já começo o ano participando de um desafio literário proposto pelo Burn Book, em sua página no Facebook. O próximo post será para divulgar o desafio e também a minha lista de livros escolhidos para o mesmo. Então fiquem de olho.
Pretendo também reativar as postagens no Instagram e no Twitter, portanto se você não me segue, não perca mais tempo! Aqui ao lado tem os links para todas as redes sociais que utilizo, espero vocês lá!

Desejo a tod@s um ano maravilhoso, cheio de paz, saúde, alegrias e muito amor! Estimo, ainda, que este ano traga muitas leituras boas para as nossas vidas e, por favor, pouquíssimas ou nenhuma ressaca literária! :D ;)

Bjoks da Gica.

18 de janeiro de 2017

Capítulo da Semana #13 - Eles Precisam Morrer

Olá pessoal, como estão??? Espero que tod@s bem! Hoje vim trazer para vocês o primeiro capítulo do livro Eles Precisam Morrer. Vamos acompanhar!

Alicia, Clara e Amanda são três adolescentes que vivem em uma pequena cidade do interior e compartilham uma vida de tédio e poucas perspectivas de futuro.
Elas acreditam que os responsáveis pela vida ruim que levam são as pessoas com quem convivem e, aos poucos, a ideia de eliminar algumas pessoas vai amadurecendo até desencadear uma série de mortes e revelações, trazendo um esclarecimento sobre quem realmente é o responsável pela vida de cada uma.




Parte I
O Grande Dia

     - Você não tem coragem - Alicia disse.
     Clara estava tentando criar coragem para pular da ponte, fazia um esforço inútil para se concentrar na água barrenta do estreito rio que havia transbordado.
     - Você não tem coragem de pular - Alicia a ollhava com desprezo.
     Clara, incapaz de assumir sua fraqueza, continuava olhando fixamente para a correnteza do rio, tentando fazer com que sua vontade de se jogar dali superasse seu medo de pular da ponte.
     - Se eu pular daqui, essa correnteza vai me arrastar por quilomêtros, vão me encontrar bem longe - Clara disse. Estava prestes a desistir e sabia disso. Quando a ideia de realmente morrer lhe ocorria, as inúmeras possibilidades de dor e arrependimento invadiam sua cabeça.
     - Morrer deve ser doloroso - com os olhos marejados, Clara virou-se para Alicia. - Mas viver também é.
     Alicia teve como única reação fazer uma cara de nojo. Aquele discurso de Clara já tinha caído no comum, eram sempre as mesmas palavras, era sempre as mesmas frases.
     - Então se joga, não foi para isso que você veio aqui? - disse Alicia, irritada com a situação. Clara se manteve calada e virou-se novamente para a água do rio.
     O dia estava nublado e cinzento, era um dia especial para Alicia. Aquele céu escuro, sem vestígio algum de sol, lhe causava um estranho pressentimento de que nada ocorreria como havia planejado.
     Os dias em Fontana estavam úmidos, chuvosos e com uma atmosfera sombria no ar. Era como se o céu escuro, o vento gelado e incômodo, as chuvas que caíam quase todo fim de tarde e os inúmeros raios que rasgavam o céu, anunciassem uma grande tragédia.
     Alicia sentia o presságio negativo que pairava no ar, tentando se refugiar em uma positividade que nunca tivera. Às vezes, tinha a impressão de sentir a terra girando, era tomada por uma sensação tão grande de inércia que parecia poder perceber as mínimas coisas se movendo ao seu redor.
     Ela vinha de uma longa espera que estava por acabar, uma promessa feita a si mesma e que precisava cumprir. As possibilidades de conseguir êxito, que um dia haviam sido de 100%, estavam praticamente nulas. A descrença em seu plano de vida foi crescendo à medida que ela entrava em contato com a realidade.
     Alicia não era capaz de ter o que desejava. Queria algo com o qual não sabia lidar, ia ao encontro de seu desejo sentindo medo de conseguir. A grande impossibilidade a infurecia, mesmo que ela nada fizesse para que alguma coisa pudesse ser possível.
     Do outro lado da ponte, Amanda fumava seu cigarro barato, olhando para o horizonte onde o sol devia estar se pondo.
     "Acontece alguma coisa..."
     Alicia implorava em pensamento enquanto caminhava vagarosamente na direção de Amanda, mas o que acontecia era o de sempre, o tempo indo embora e ela ficando. Ohou para a estrada que se estendia depois da ponte, imaginando logo estar seguindo aquela direção, indo para longe daquele lugar. Era uma fantasia antiga que parecia impossível de se concretizar. Estranhava experimentar aquele sentimento justamente no tão aguardado dia em que ela colocaria em ação o grande plano de ir embora daquela cidade.
     Amanda olhava para o horizonte como se estivesse vendo alguma coisa além de uma grande massa cinzenta. Fumava seu cigarro quase no fim, concentrada em algo que somente ela podia ver. Alicia parou ao seu lado sem dizer nada.
     - O sol está se pondo agora - Amanda disse, com o olhar distante.
     - Não dá para ver nada.
     - Mas eu sei que ele está lá.
     Alicia ficou observando-a por alguns instantes. Amanda ficava muito distante de uma hora para outra, ia embora num piscar de olhos e só voltava quando queria. Alicia desejava ter esse dom também, ir para qualquer lugar dentro de sua cabeça, fora daquela cidade e longe daquelas pessoas. Mas até sua cabeça esta povoada por tudo aquilo que ela queria se livrar de qualquer maneira, estava impregnada por aquela cidade e por aquelas pessoas. Suspirou fundo e se livrou daquelas palavras que estavam deixando-a sufocada.
     - Eu não quero ir embora, eles devem estar me esperando. Por que fazem isso sempre?
     - Só estão tentando ser legais - Amanda disse, desviando seu ohar para a amiga. - Essa pode ser a última festa de aniversário que você recebe deles.
     - Essaa será a última. Agora eu posso ir embora - Alicia afirmou para si mesma. - Eu estive esperando por isso desde que cheguei aqui.
     Amanda ficou calada e voltou o olhar para onde o sol propavelmente estava se pondo.
     Alicia sentia tudo fora de seu controle, aquele dia tão esperado por ela não era parecido com o que ela havia imaginado durante anos. De certa forma, ela sabia que nada estava em suas mãos e que aquele dia em nada se diferenciava dos outros dias de sua vida, eles apenas aconteciam e ela tinha que lidar com o que viria.
     Ela olhou para o outro lado da ponte e então se sentiu melhor. A triste figura continuava lá. Clara, dezessete anos, obesidade mórbida, autoestima zero assim como seu estímulo de viver. A vida suícida de Clara já havia se tornado algo comum. Alicia caminhou na direção da amiga, por quem às vezes sentia pena, às vezes desprezo, às vezes os dois misturados como naquele momento.
     - Você não vai pular, não tem coragem - Alicia deu um leve tapa no ombro de Clara e virou-se para ir embora.
     Clara começou a chorar como fazia ao fim de todos os seus inúmeros fracassos.
     - Vamos embora, Clara. Você tem uma vida inteira pela frente para morrer - Amanda gritou do outro lado da pontee seguiu Alicia.
     Clara permaneceu parada, observando as amigas partirem lentamente, sentia que ninguém se importava com sua dor. Quando Alicia olhou para trás, Clara começou a se mover e seguiu com passos arrastados, como se quase não tivesse forças para levantar os pés do chão.
     Alicia não olhava para Clara, olhava para o outro lado da ponte, a rua que a levaria para longe daquela cidade que ela tanto detestava. A cidade para onde ela voltava. A cidade para onde ela sempre voltava. Do outro lado da ponte estava a direção contrária que ela queria seguir, a rua que a livraria de todo aquele inferno, a rua que estava esperando por ela há muito tempo.
***


E aí, gostaram??? Então adicionem o livro a sua estante no Skoob. Já leram esse livro??? Tem resenha dele no blog já. Quer indicar algum livro bom para aparecer aqui??? Deixem nos comentários, vou adorar responder a tod@s.

Bjoks da Gica.

17 de janeiro de 2017

Aviso #62 - Retrospectiva 2016

Olá pessoal, como estão? Espero que tod@s bem. Como já é de praxe todo começo de ano faço uma retrospectiva, que está mais para levantamento, para ver quais das minhas metas foram cumpridas e quais não foram. E sempre que isso acontece venho dividir com vocês aqui, porém já adianto que o ano de 2016 foi o ano que menos cumpri as minhas metas. Vamos a uma retrospectiva dos fatos então!


Dos doze livros que separei para ler no ano passado, consegui completar a leitura de apenas três. Os mesmos foram: O Checho de Anita; Perdido em Marte; Detalhe Final. Claro que eu li mais alguns, mas os que separei no começo do ano ficaram relegados a segundo plano. Estou começando a notar um padrão nisso! kkkkkk
Se quiserem acompanhar minhas leituras e dar uma olhada nos livros que li ano passado, alguns não tem resenha aqui no blog, é só me seguir no Skoob.


Dos autores nacionais selecionados li somente o livro Três Dedos de Morte. Esse eu fiz resenha dele aqui no blog. Porém não foi através do sorteio da TBRJar e sim quando estava na fila do médico, entediada, e achei esse e-book no kindle, então resolvi lê-lo para passar o tempo. Valeu esse produção??? 


Já começo dizendo que prometi fazer um post desses todos os meses do ano passado e só o fiz em janeiro. Por aí você já deve ter notado né! kkkkk Da lista de filmes consegui assistir, somente, ao O Último Caçador de Bruxas (100% recomendado, filme maravilhoso!). Já nas séries o único que consegui fazer foi terminar todas as temporadas de Hemlock Grove. Porém assisti umas quantas séries que não estavam na minha lista e logo, logo farei um post indicando algumas que amei!

Post dos Favoritos de 2016

Sinceramente não consegui escolher nem livros favoritos, nem filmes e, muito menos, séries esse ano que passou. 2016 foi um total desastre para mim!
Comecei o ano com um acidente de moto que me deixou sem caminhar por quase 5 meses, ao total foram 10 meses com mobilidade reduzida, ou seja, só aproveitei dois meses. Apesar do tempo sem fazer nada, minha vontade e concentração para leituras era zero, pois tinha muitas dores. Quando consegui um traumatologista e comecei as fisioterapias tive que correr atrás do tempo que havia perdido na faculdade, nesse período li um pouquinho mais e vi mais filmes e séries, uma maneira de desestressar. Porém veio o final do ano, evento na faculdade e eu estava na organização, provas, trabalhos e para fechar com "chave de ouro" greve! Além disso tudo, meu computador queimou três vezes: a tela, depois o HD e, após, a placa mãe (perda total). Não bastasse isso também consegui, não sei como, brikar meu celular. Haja bolso para pagar remédios, transporte, pc novo e celular novo.
Porém, mesmo com tudo isso, ainda sou agradecida, pois estou viva, bem, com a minha família, que tanto amo, e tenho minha casa. Não me falta comida, graças a Deus, e os bens materiais a gente corre atrás para repor. Desculpem por esse "pequeno" desabafo, mas é que precisava dar uma explicação para vocês do porquê andei bem sumida do blog.

Bom, 2017 começou, e este será um ano de grande exito, apesar de todas as turbulências com o país. Vamos tocar em frente, que este ano sonhos se concretizarão! :D :D Espero que tod@s tenham um ótimo ano, cheio de coisas boas e de várias realizações.

Bjoks da Gica.

16 de janeiro de 2017

Resenha #82 - Eles Precisam Morrer

A leitura desse livro foi possível graças a parceria entre a Mônica e o Blog. É nesses momentos que percebo o quanto o blog influência minha vida, pois sem ele, raramente, conheceria novos escritores nacionais. Vale muito a pena dar uma chance a literatura nacional. Eu estou fazendo minha parte e você?

Alicia, Clara e Amanda são três adolescentes, prestes a fazerem 18 anos, que são amigas desde que se conhecem por gente, afinal não há mais nada, nem ninguém para elas. Alicia sonha em ir embora da pequena cidade na qual vive com sua família, ainda mais depois do acidente que ocorreu com sua mãe. Ela só teve que esperar por 11 anos para que isso fosse possível.

Clara é uma menina com baixa autoestima, pois tem problemas com acne e também com sua obesidade mórbida, a qual ela diz ser culpa da separação de seus pais. Ela vive tentando suicídio, porém estes sempre dão errado e ela acaba sofrendo mais ainda. Já Amanda é a personagem que tem os desejos mais simples nesta história e mesmo assim foi a que mais me intrigou. Ela mora com a avó desde que foi abandonada por sua mãe, porém nunca teve amor e nem carinho e sim desprezo e muito trabalho para fazer. Quase uma Cinderela!

Os problemas dessas adolescentes não são seus sonhos frustrados, mas sim sua falta de capacidade de agir frente as adversidades e obstáculos que encontram. Alicia quer ir embora, mas não quer passar trabalho; Clara quer ser diferente, se livrar do "pirralho" do Vinicius, que a atormenta, mas só se entope de comida e foge de tudo; Amanda quer se ver livre da avó, mas não quer sair de casa. Então a única opção é que todos que atrapalham suas vidas morram, porém nesse caminho elas descobrirão quem é que realmente impede que suas vidas sigam em frente.

O final do livro realmente foi maravilhoso, pois, de certa forma, me surpreendeu. Apesar de o fim das personagens ser o que eu já esperava, me surpreendi com a revelação feita nas últimas páginas e também com o "como tudo aconteceu". Mudei totalmente meu ponto de vista durante a leitura, já que descobri que quem eu achava que era mentalmente desequilibrada, na verdade não era nada se comparado a quem estava por trás de tudo!

Monica escreve maravilhosamente, descreve os locais e os personagens de modo que você se sente na pele deles, vivendo suas angústias e vendo por seus olhos! O trabalho de edição e revisão do livro também está bem feito, as páginas amarelas e o bom espaçamento entre as linhas possibilitam que a leitura flua de tal maneira que você, praticamente, devora o livro.

Agradeço a autora pela oportunidade de ler sua obra e digo-lhe que já sou sua fã! Quanto a você, leitor(a) do blog dê uma chance a esse livro, tenho certeza de que não se arrependerá.


Bjoks da Gica.