26 de maio de 2014

Resenha #4 - Tormenta - Vol 2 da série Fallen


Autor: Lauren Kate
Páginas: 392
Editora: Galera Record

Sinopse: Quantas vidas você precisa viver antes de encontrar alguém que valha a pena morrer? Como consequência do que aconteceu na Sword & Cross, Luce foi escondida por seu namorado que é um anjo amaldiçoado, Daniel, em uma nova escola repleta de Nephilins, descendentes de anjos caídos e seres humanos. Daniel prometeu que ela estará segura aqui, protegida daqueles que querem matá-la. Na escola a Luce descobre o que as Sombras que a seguiram durante toda a sua vida significam - e como manipulá-las para ver dentro de suas outras vidas. Ainda assim, quanto mais a Luce aprende sobre si mesma, mais ela percebe que o passado é a sua única chave para desbloquear seu futuro... e que Daniel não lhe disse tudo. E se a versão dele do passado não é bem como as coisas realmente aconteceram... e se a Luce era para estar realmente com outra pessoa?

Neste livro são respondidas diversas questões que ficaram em aberto após o término do primeiro livro - Fallen. A narrativa é a mesma, o que nos faz não parar de ler. E você realmente não para! A casa livro da série, um fica melhor que o outro.
Dessa vez a história se passa em Shoreline, uma escola para Nephilins. Aqui ela faz novas amizades, descobre verdades sobre a sia história de amor e embarca em viagens através de anunciadores em busca de muito mais!
O único que me decepcionou nesse livro foi que, além do Daniel não estar muito presente, cada vez que ele aparece a Lucinda briga com ele. Em algumas horas tive vontade até de deixar o livro de lado tamanha era minha raiva, mas não o fiz. Quando a história está prestes a acabar o seu ritmo fica mais intenso, mas sempre tem aquele gostinho de quero mais, o que aumenta a ansiedade para a leitura do próximo livro.

Quotes:

"[...] como era belo. Seus olhos verdes cintilavam e o cabelo escuro fora cortado." P.12. 

"Mas, agora - agora que ela podia morrer e nunca mais voltar, nessa vida onde tudo havia mudado e não haveria mais encarnações -, Daniel estava sempre muito ciente de como a memória dela estava em branco. Essa era a última chance para ambos." P.13.

"[...] encontrando uma única flecha espetada na areia molhada. Era mais fina que uma flecha comum de um prata esmaecido, adornada por desenhos em espiral. Estava quente ao toque." P. 15.

"Cam tinha razão. Conforme a notícia da mortalidade de Luce se espalhasse pelas camadas celestes, a horda de inimigos iriam dobrar e quadruplicar a cada dia." P.15.

"Luce ainda não sabia, mas, muito em breve, ela teria de compreender tudo... sozinha." P.19.

"Mas, quando a trégua acabasse, tudo estaria nas mãos de Luce, mais uma vez. Nas mãos de Luce e de mais ninguém." P.20.

Nenhum comentário:

Postar um comentário