20 de junho de 2014

Resenha #11 - O Prisioneiro da Árvore - As Brumas de Avalon Vol. 4


Autora: Marion Zimmer Bradley
Páginas: 239
Editora: Imago

Sinopse: Reconta a lenda do rei Artur através da perspectiva de suas heroínas. Guinevere se casou com Artur por determinação do pai, mas era apaixonada por Lancelote. Ela não conseguiu dar um filho e herdeiro para o marido, o que gera sérias conseqüências políticas para o reino de Camelot. Sua dedicação ao cristianismo acaba colocando Artur, e com ele toda a Bretanha, sob a influência dos padres cristãos, apesar de ser juramento de respeitar a velha religião de Avalon. Além da mãe de Artur, Igraine e de Viviane, a Senhora do Lago que é a Grande Sacerdotisa de Avalon, uma outra mulher é fundamental na trama: Morgana, a irmã de Artur. Ela é vibrante, ardente em seus amores e em suas fidelidades, e polariza a história com Guinevere, constituindo-se em a sua grande rival. Sendo uma sacerdotisa de Avalon, ela tem a Visão, o que a transforma em uma mulher atormentada. Trata-se, acima de tudo, da história do conflito entre o cristianismo, representado por Guinevere, e da velha religião de Avalon, representada por Morgana. Ao acompanhar a evolução da história de Guinevere e de Morgana, assim como dos numerosos personagens que as cercam, acompanhamos também o destino das terras que mais tarde seriam conhecidas com Grã-Bretanha. As Brumas de Avalon evoca uma Bretanha que é ao mesmo tempo real e lendária - desde as suas desesperadas guerras pela sobrevivência contra a invasão saxônica até as tragédias que acompanham Artur até a sua morte e o fim da influência mítica por ele representada. Igraine, Viviane, Guinevere e Morgana revelam através da história de suas vidas e sentimentos a lenda do rei Artur, como se ela fosse nova e original.

É chegada a hora de dar tchau a essa série. Após a leitura dos quatro volumes fico dividida entre o amor e o ódio pela mesma.
A narrativa esteve cheia de detalhes, sendo que não ficou nenhuma ponta solta. Mas fiquei um pouco triste com o fim de alguns personagens e ao mesmo tempo super contente com a descoberta que Morgana faz no final do livro.
Neste, Morgana se alia Acolon para derrubar Artur do trono e tomar lhe a Excalibur. Porém o plano dá errado e ela foge como traidora para a cornualha, não sem antes sumir com a bainha mágica que havia feito para o rei.
Lá ela definha até que o Merlim da Bretanha vai ao seu encontro pedir-lhe que ela tome seu lugar de direito em Avalon. Lá a senhora do Lago conta com a ajuda e amizade de Raven, Nimue e Niniane.
Quando tudo vai bem, Kevin trai a Deusa e entrega as sagradas regalias aos padres. Morgana manda Nimue para que traga ele até a ilha. Em solo sagrado Kevin - Merlim da Bretanha - é executado.
O filho de Artur e Morgana está mais próximo do trono do que nunca, mas mesmo assim começa a arquitetar planos para derrubar o Grande Rei. Artur acaba morto e junto com ele todo o futuro de Camelot.
A Excalibur é lançada no lago para que se perca nas brumas junto com Avalon. Anos após Morgana decide começar a compartilhar os mistérios da ilha com o mundo exterior, mas ao procurar a ilha dos padres descobre que a Deusa pode se manter viva sem a ajuda de suas sacerdotisas.
Gente não percam a oportunidade de ler essa série. Ela é maravilhosa, cheia de magia, intrigas e mistérios. Com toda certeza você terá outra visão sobre a lenda do Rei Artur e sobre a tão amada e odiada Morgana!

Quotes:

"Morgause pensava desdenhosamente que Morgana era uma grande tola. Não só alienara o povo, como o mais piedoso dentre os vassalos a chamava de feiticeira e bruxa, e até de coisas piores." P.31;

"Ela segurou a com ambas as mãos, rodopiou a sobre a cabeça e lançou a, com todas as suas forças, bem longe dentro do lago, onde a viu afundar nas águas profundas e impenetráveis. Nenhuma mão humana pederia reclamá-la - lá ela repousaria." P.109;

"As vezes penso sim - disse Artur lentamente -, e então, pergunto-me... não foi a mágica do Merlim que nos encantou, de forma que tivéssemos a visão e assim pensássemos? Pois que agora meus cavaleiros foram-se de mim, e quem sabe se voltarão?" P.139;

"Ela amou-o também, o encantamento recaiu sobre ela. Eu deveria ter sabido, Morgana pensou, que um encantamento tão poderoso recairia sobre quem o lançou. Mas Nimue inclinou-se para ela como mandavam os costumes de Avalon. - Senhora e Mãe - disse, com voz inexpressiva -, eu trouxe o homem que traiu a Sagrada Regalia." P.159.

Nenhum comentário:

Postar um comentário