9 de junho de 2014

Resenha #8 - A Senhora da Magia - As Brumas de Avalon Vol. 1


Autora: Marion Zimmer Bradley
Páginas: 248
Editora: Imago

Sinopse: Neste enorme e emocionante romance, a lenda do rei Artur é contada pela primeira vez através das vidas, das visões e da percepção das mulheres que nela tiveram um papel central. Igraine, Viviane, Guinevere, Morgana. Elas revelam, com as suas vidas e sentimentos,a lenda de Artur, como se fosse nova de, ao mesmo tempo, levam o leitor a integrar-se na história, de maneira natural e profunda. Assim, esta obra proporciona uma narrativa soberba de uma lenda, e a recriação dessa lenda, bem como a brilhante contribuição para a literatura do ciclo arturiano.

Simplesmente ganhou meu coração. Ver a lenda do Rei Artur descrita pela visão de um mulher (uma não, na verdade várias) é maravilhoso. O enfoque e toda rede de tramas e o destino que é dado nessa história, mas explicado por um visão sem machismo.
Nesse primeiro livro, inclusive, não achei nada de ruim na Morgana como nos é passado na história original. Claro que ela é uma mulher independente, conhecedora da magia, que não aceita a religião cristã e que não quer se casar, por isso o preconceito com a figura feminina.
A autora escreve maravilhosamente, sabe costurar a história e nos prender em cada página. Não se quantas vezes perdi a noção do tempo enquanto estava lendo o livro! A narrativa faz um passeio entre a terceira pessoa e a Morgana falando, mas sem perder o foco e sem deixar o leitor perdido com isso. Estou ansiosa para ler os próximos três volumes da série!
Mesmo a história sendo uma lenda a pesquisa da autora foi muito boa, pois nos dá a noção real de tempo! Esse primeiro livro contextualiza a época em que a Bretanha sofreu os ataques dos saxões e a chegada do cristianismo. Super indico a leitura!

Quotes:

"Lancelote parecia estar muito distante, atrás dela, mas já não lhe importava. Ele podia encontrar sozinho o seu caminho a partir dali." P. 174

"Morgana disse, enrijecendo o corpo para conter a indignação - Ele já sabe. Ele sabe. E ficou mais horrorizado do que eu. Viviane suspirou: - Bem, nada podemos fazer agora. O que está feito está feito. E, neste momento, a esperança da Bretanha é mais importante do que seus sentimentos. Morgana voltou-se e não esperou para ouvir mais nada." P. 206 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário