28 de outubro de 2015

Resenha #69 - O Vampiro Imperador

Olá pessoal, como estão??? Espero que tod@s bem! Hoje vim trazer uma resenha de parceria com o autor Leonardo Barros para o livro O Vampiro Imperador. Para quem ainda não viu já há uma resenha de um outro livro dele aqui no blog: Presságio - O Assassinato da Freira Nua. Vamos curtir mais essa!

Autor: Leonardo Barros
Páginas: 400
Editora: Novo Século

Sinopse: Drucila é uma linda jovem romana, casada com o médico do imperador Nero. Diante da ausência do filho, ela entrega-se a um culto proibido de fertilidade, ato que inicia sua ruína e tem relação com sua transformação em vampira. Ciente de seu poder, ela resolve dominar Roma e não mede esforços para consegui-lo. As intenções de Drucila só poderiam ser ameaçadas por Dotan, um ser imortal como ela. Em noites de lua cheia, esse general de confiança de Nero prende a si mesmo a fim de evitar que o lobisomem, criatura que se tornou há milhares de anos, domine-o. No entanto, quando Dotan se vê diante de uma Roma guiada por energias maléficas, ele engendra sua força para tentar salvar o povo da perseguição e da tirania. O derramamento de sangue se torna um pesadelo constante. A cidade caminha, a passos rápidos, para um longo período de escuridão. Traições, jogos de poder e lutas épicas enredam essa engenhosa aventura que põe em conflito a busca pelo bem e o desejo, às vezes incontrolável, pelo poder e pela luxúria.

Após a leitura do primeiro livro resenhado aqui do autor, senti necessidade de ler mais alguma obra dele. O Assassinato da Freira Nua deixou muito a desejar em minha opinião e queria ter certeza se gostava ou não da escrita do Leonardo. Minha conclusão foi de que provavelmente irei precisar de outra obra!
A história se passa primeiramente na época de Sodoma, aquela que foi "destruída" por Deus, e que pessoas viraram estátuas de Sal. Dotan é um destes seres, mas descobre-se mais adiante que ele não morreu e sim que se transformou em um lobo, chegando até mesmo a ser cultuado como um Deus na época do antigo Egito. O livro tem um salto temporal maravilhoso, pois pula direto para a época do auge de Roma, quando Nero está no poder.
Já Drucila achei ela uma mulher muito meiga e apaixonada pelo marido, capaz de fazer qualquer coisa para dar-lhe o seu tão desejado filho. Afinal naquela época todo homem "precisava" de uma "semente"! É em busca disso que ela se envolve com um culto que a coloca em contato com um ser que, depois, acaba pro transformá-la em vampira. Acho que sua transformação em mal "supremo" foi muito rápida, o que me deixou com a sensação de isso foi totalmente forçado!
Os primeiros capítulos giram em torno disso e após tudo se concentra em um anticristo que será gerado com a ajuda da vampira para assim dominar Roma e o mundo, se assim for possível. Bom, não há muitas brechas para falar sobre a história, já que a mesmo está totalmente descrita na sinopse, mas tenho alguns comentários para fazer sobre.
O primeiro é que a história é viciante e você praticamente come os primeiros capítulos do livro. Conforme vai chegando o fim do mesmo a leitura se torna mais arrastada, já não acontecem tantas coisas. Isso dá uma impressão de que a história foi alongada para preencher um número de páginas específicas. O segundo é que a participação cristã no começo ficou até legal na história, mas depois, ao meu ver, perdeu o sentido. Parece que só existiam cristãos para serem queimados e devorados naquela época!
Outra coisa que me incomodou bastante foi o fato de nunca deixar explicito quem era o ser que transformou Drucila. Ela acha que era um dos Deuses do Olimpo, mas sabe-se que na verdade ele é uma entidade do mal, mas o Leonardo não nomeou ele. Acho que essa parte poderia ter sido melhor explorada. Também temos a participação do filho adotivo de Dotan. O menino começa bem, afinal ele é um servo da luz, mas depois tem um fim triste! Tudo bem que ele é importante para colocar Dotan no caminho "santo" que ele tem que percorrer, mas depois tornar-se um escravo na escuridão??? Acho que isso foi demais!
O que realmente me incomodou mesmo foi que, ao final do livro, não sabe-se que fim tomou o Dotan, nem seu filho. Drucila, apesar de ter sofrido incontáveis anos acaba se dando razoavelmente bem.
Eu adorei a escrita desse livro, achei que ele era o melhor que tinha lido até hoje, mas quando cheguei ao final me decepcionei mais uma vez. Tudo bem, tenho que dar o braço a torcer e dizer que o Leonardo tem a incrível capacidade de criar finais que a gente nunca, nunca mesmo, imaginaria. Esses dois itens são qualidades positivas para o livro, mas aliadas a esses pequenos problemas que relatei, me fizeram ficar sem saber se amei o livro ou se odiei! :P Por isso que disse que preciso de outro livro do autor para me decidir!
A capa é linda e está totalmente ligada a história, achei ela incrível realmente! As páginas são amareladas e o espaçamento é bom, o que torna a leitura bem fácil. Não encontrei nenhum erro, acho que o trabalho nesse livro foi muito bem feito. Para você que ficou curioso com o livro só digo uma coisa: leia e tire suas próprias conclusões sobre a obra!

E aí já leram? Gostaram? Quero muito ver a opinião de vocês. Deixem seus comentários, vou adorar responder a todos.

Bjoks da Gica.

6 comentários:

  1. E essa indecisão hein, Gi?
    Excelente resenha. Conheço o autor Leonardo Barros, é uma pessoa muito querida, mas acho que esse é um livro que não faz muito o meu estilo. Uma pena!
    Abração.

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria.

      Deixa quieto... nem eu me entendo, mas realmente não sei se amo ou odeio! hahahahaha Eu só tinha tido contato com ele através das parcerias, mas ontem depois da resenha ir ao ar tive um longo papo com ele no qual foram sanadas todas as minhas dúvidas. Eu achei ele muito simpático e com toda certeza é um autor maravilhoso. Pretendo sim ler muitas outras obras dele! :D <3
      Obrigada pela visita.

      Bjoks da Gica.

      Excluir
  2. Olá!
    Estou numa onde de livros nacionais que estão me surpreendendo positivamente!
    Esse sempre me abriu a curiosidade. Talvez eu leia, mesmo com os pontos negativos que vc abordou. A curiosidade é maior xD
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kaio.

      Leia, com certeza, porque você pode ter uma visão do livro totalmente diferente da minha. Isso acontece sempre né! O livro em si é bom e a história também, foram só alguns pontos que me incomodaram, mas isso não significa que desprestigia todo o resto do trabalho. :D <3 Obrigada pela visita.

      Bjoks da Gica.

      Excluir
  3. Pelos trechos que você separou eu achei a escrita do autor elegante e que ele entende de História... Mas a resenha me deixou com aquela pulga atrás da orelha do "será que vou gostar?" para saber a resposta só lendo mesmo... então quem sabe eu me aventure.


    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Gi, tudo bem???? Hahhahah, essa indecisão de leitor é um Ó né? kkkkkk . Comigo acontece as vezes também :P
    O autor tem alguns livros de comédia na Amazon. Talvez dê para conhecer mais um pouquinho do trabalho dele :) Ainda não li, mas tenho no Kindle.
    Pela sua resenha, acho que iria gostar. Mas odeio ficar com dúvidas sobre o que aconteceu e o por que de tudo hahahah.
    Se surgir a oportunidade, quem sabe eu leia né?
    Beijooooooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir