12 de janeiro de 2016

Quotes #5 - A Irmandade Perdida

Olá pessoal, como estão??? Espero que tod@s bem! Hoje vim trazer as quotes que separei no livro A Irmandade Perdida da autora Anne Fortier e publicado pela editora Arqueiro. Vamos a elas então!


"- Isso eu não posso dizer. Só depois que a senhora aceitar o convite - disse e, aproximando-se, baixou a voz até um tom conspiratório. - Encontramos provas de que as amazonas existiram mesmo, entendeu?" P. 15

"- Ela sempre disse que lhe deixaria instruções, não foi? E que você as receberia quando menos esperasse. Bom, talvez seja isso. O grande chamado de vovó. Quem sabe... - A voz de Rebeca se ergueu em um tom desafiador quando ela com certeza se deu conta do absurdo da sugestão. - Quem sabe ela até esteja esperando por você em Amsterdã?" P. 30

"Abri a capa com os dedos trêmulos e, com uma breve olhada nas primeiras páginas, compreendi que, em sua cuidadosa caligrafia em tinta azul, vovó havia me deixado a chave para um idioma de símbolos que eu jamais encontraria em lugar nenhum..." P. 43

"- Agora vamos todas agradecer à Deusa... - prosseguiu a suma sacerdotisa, abrindo os braços e fazendo as mangas longas se abrirem feito as asas de uma fênix. - Obrigada, gentil senhora, por ter nos mandado esta jovem para nos treinar. Por favor, ajude-a a eliminar nossas tolices e fraquezas, para que possamos montar guarda outra vez ao redor de sua radiosa majestade com nossos arcos tesos." P. 91

"- Ou talvez eu devesse dizer um banquete, oferecido por meu generoso mestre, o príncipe Páris.
Não houve reação imediata, então o homem acrescentou com um sorriso de superioridade:
-Meu mestre é conhecido como o herdeiro da realeza de Troia." P. 163

"Além do mais, minha curiosidade sempre achava um jeito de vencer minha prudência e, naquele momento, estava me impelindo com gritos de guerra dignos de amazonas." P. 175

"Pois a ponta do barbante que eu havia amarrado com tanto cuidado na maçaneta da porta não estava mais lá." P. 178

"Os guardas do palácio são outro tipo de criatura. A maioria dos homens é assim. Até os gordos e preguiçosos têm mais força nos braços do que nós. A natureza os fez assim, presumo, para que pudessem nos dominar com mais facilidade. De que outra forma a raça humana conseguiria se reproduzir? E é por isso... - Ela enfiou o machado no cinto e o deixou pendurado pela cabeça dupla. - ... que vocês nunca devem estar ao alcance de um homem, a menos que saibam como compensar essa injustiça da natureza." P. 246

"- Nós somos as amazonas - repetiu ela com mais firmeza, enquanto os homens olhavam boquiabertos e incrédulos para a ave morta. - Somos as matadoras de animais e homens. Somos selvagens e habitamos lugares igualmente selvagens. A liberdade corre em nosso sangue e a morte sussurra na ponta de nossas flechas. Nada tememos; é o medo que foge de nós. Quem tentar nos impedir sentirá nossa fúria." P. 410

E aí o que acharam??? Já leram a resenha que fiz para o livro??? Vou espera o comentário de vocês. Adorarei respondê-los! :D

Bjoks da Gica.

2 comentários:

  1. "A Irmandade Pedida" será lembrando como o livro que você tirou da minha lista e depois colocou de novo! hahahah

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora.

      kkkkk Que bom que ele voltou para a sua lista né! :D :D kkkkkk Obrigada pela visita.

      Bjoks da Gica.

      Excluir